domingo, 29 de abril de 2012

A Banda Podre da Política Brasileira

http://oenriquecimentoilicito.blogspot.com.br/
Como diria Roberto Carlos, "detalhes tão pequenos de nós dois são coisas muito grandes pra esquecer..." É isso aí minha gente! Agora mais do que nunca, salta aos olhos a banda podre da política brasileira. E, talvez você esteja revoltado com os governistas enquanto outros estão revoltados com os oposicionistas. Bom! Dou-me o direito de estar indignado com ambos e outras bandas também.

Estamos diante da banda podre da política brasileira e, nunca na história desse país, tivemos tamanha oportunidade de desmascarar a classe política e mostrar que são todos farinha do mesmo saco. Vamos aos argumentos.

Você já deve ter notado quão capilares são as políticas de aliança do Governo Federal, dos Governos Estaduais e dos Municipais. Sem fazer muito esforço, você poderá perceber que no conjunto, Oposição e Situação estão, aqui e acolá, se encontrando em algum tipo de aliança política baseada numa tal de particularidade local.

Ora, podemos crer que, ainda que o bem e o mal andem juntos, não dá pra acreditar que eles esteja misturados. Mas, pra andar junto precisa estar misturado! Pronto! Você sacou a grande questão. Os partidos políticos estão ligados por interesses que de longe nada tem a ver com você ou comigo, mas tão somente com a gana por mais grana.

Tudo é muito simples: se o PSDB considera que o PT é um partido corrupto, como pode ele, permitir alianças em Estado e Municípios onde esses partidos passam a andar de mãos dadas. E se for o contrário, como pode o PT tolerar que seus representantes locais andem juntas com os partidos que, no ponto de vista deles, colocaram o Brasil a beira do abismo por conta de corrupção e incompetência?

Enfim, e aqui chega o ponto mais crítico da conversa. Como podem andar tão entranhados um monte de partidos e não ser um testemunha das falcatruas do outro? Fala sério aqui comigo: Você Lembra de ter algum novo governo ter caído de pau nas contas, nas finanças e nos detalhes mais profundos do seu antecessor? Não! Claro que não. Eles podem até soltar alguns estralos, mas o bom da banda podre, ninguém fica sabendo.

Vejam como era interessante o jogo de Carlinhos Cachoeira: Ele produzia provas de crimes cometidos por políticos para negociar com membros do governo e da oposição. Ele barganhava a partir dos escândalos que ajudava a promover e decidia até mesmo até que ponto a bomba poderia estourar. Gente como Cachoeira, está disposta a sofrer as dores penas de uma cadeia sem abrir uma das verdades guardadas em seu arquivo pessoal.

Nesse panorama, a melhor coisa a fazer é atrair pra si um dos aliados do seu adversário, aquele que tenha conhecimento de muitos podres e, nos esgotos da política deixar claro que está disposto a jogar toda merda no ventilador, caso o insistente adversário continue fazendo sua oposição ferrenha e impetuosa. É por isso que muitos se calam e ninguém consegue entender o por quê!

Agora, todos sabem: Na política, como nas máfias, existe um código de ética a ser cumprido. Ou melhor, existe um código de falta de ética a ser respeitado.
DETALHES - ROBERTO CARLOS

Governo Cai por conta das privatizações na Romênia


Sigam, nossos parlamentares de oposição na Paraíba, o exemplo dos Romenos!

Longe das Crises que assolam a Europa, nosso Rei toma medidas que tem o mais genuíno perfil de um governo de Direita. A privatização do Estado, o desrespeito explícito ao servidor público e a forma truculenta como tem tratado todos que o criticam, merecem bem mais que uma simples crítica! Merece uma ação efetiva em defesa do Estado e do nosso patrimônio e de nossas políticas públicas.

Resgatar a valorosa função dos servidores públicos, realizar concursos, garantir que as políticas sociais vão estar diretamente sendo executadas pelo governo e defender impetuoso controle do


Governo cai com moção de censura (27/04/2012)

Um total de 235 deputados (mais quatro do que o necessário) votou contra o governo, disse o presidente do parlamento, Gregorian Pop.
Os partidos da oposição aproveitaram o descontentamento público generalizado contra as medidas de austeridade e a corrupção.

O Governo do Rei e a Propaganda Oficial: Compre Baton, compre Baton

O Marketing tem como objetivo influenciar a opinião pública sobre determinado produto e, no caso de um governo, a respeito de todas as ações que está realizando. Na Paraíba, estamos vivendo um momento especial onde a propaganda de governo se assemelha muito a propaganda político partidária que costumamos ver em horário eleitoral.

Você já deve ter assistido a uma das inserções da propaganda institucional e já pode ter sido influenciado por ela. O fato concreto é que estamos diante de um produto muito bem produzido e de alta qualidade! Impossível não ser convencido, caso sua única fonte de informação seja aquela apresentada com luzes piscando diante de sua televisão.

A principal característica dessa publicidade é o apelo emocional baseado em histórias individuais que bem poderiam representar uma realidade comum a muitos cidadãos mas, não é bem assim.   Num universo de quase quatro milhões de cidadãos não é impossível encontrar pessoas que tenham sido atendidas nos diversos serviços públicos com relativa satisfação. Isso não representa a totalidade.

Observem as imagens de hospitais, de escolas, de outros equipamentos públicos. Percebam que eles parecem ter sido preparados para aparecer na propaganda. Não duvide da propaganda! Apenas visite os serviços que estão sendo alvo da publicidade. Visite escolas, hospitais e outras repartições públicas. Talvez você seja proibido de entrar em algumas, mas se você conseguir transitar livremente dentro delas, verá o quão falaciosa é a propaganda de governo. Mas isso não é privilégio apenas do atual gestor! Apenas o nivela aos seus antecessores.

Parabéns ao marqueteiros do governo! Mas propaganda não enche os olhos de quem tem Massa Crítica.


BRASIL: UM PAÍS DE ROUBOS

Não fossem os sucessivos escândalos que seguem as últimas três décadas de nossa nova república ficaríamos constrangidos para dizer uma afirmativa tão dura: nossa classe política está entupida de corruptos. Mas agora, temos uma chance de chutar o pau da barraca e provar de uma vez por todas que a corrupção faz parte do DNA da classe política brasileira.

Com o vazamento dos documentos e dos áudios gravados pela Polícia Federal por dois anos vemos escancarada a fragilidade de nosso sistema político e da sua promiscuidade. Poderíamos pegar leve e focar apenas no que diz a imprensa livre ou libertina, mas o fato é que isso representa muito pouco diante do que existe no esgoto de Brasília e de cada Estado da Federação. 

Quem aí não lembra da "CPI do Fim do Mundo"? Pois, a história continua e agora não tem mais Fim do Mundo porque já está provado que o diabo tá solto no cenário político brasileiro e estamos vivendo um momento apocalíptico! "A descrição da Grande Meretriz e o anuncio da queda de Babilônia (Apocalipse, cap 17 e 18).

Mas, depois de tudo isso, não haverá os que vão sofrer no inferno ou os que vão para o céu. Nesse tempo que vivemos, até os demônios viram santos e são perdoados. Afinal, deuses e demônios compartilham da mesma mesa, dos mesmos pratos e talheres, e dos mesmos alimentos. São todos vermes.

Quem pode mudar essa realidade de forma Radical são anjos caídos que durante anos e anos seguidos se prestam apenas para ficar vidrados assistindo novelas, filmes, indo pra festas, pulando o carnaval e batendo palmas para os políticos que, segundo elas próprias "roubam mais fazem".

Acorda Brasil! Precisamos deixar de ser um País de Roubos.

sábado, 28 de abril de 2012

Projeto de Lei: Vereadores devem receber o menor salário pago Pelo Município

Projeto de Lei nº XXXXX/2012

                                                               Limita o  Salário  dos Vereadores ao Menor Salário 
Pago no município e determina que todos os seus assessores  
                                                                            do mesmo terão a mesma remuneração.

Art. 1º Todo Vereador Eleito terá como remuneração máxima o menor salário pago a um servidor público municipal.

Art. 2º Todos os assessores do vereador não poderão receber remuneração maior que o mandatário do cargo eletivo.

Art. 3º Revoguem-se as disposições em Contrário.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data da Sua publicação.

TALVEZ ISSO PAREÇA IMPRATICÁVEL, mas em muitas partes do mundo a vereança é uma atividade voluntária e não remunerada... Assim, diga o que você pensa a Respeito.

O Brasil e o seu poder Nuclear: é hora de usar ou continuar na Lama

NUNCA NA HISTÓRIA DESSE PAÍS tivemos em condições propicias para o uso da sua energia nuclear para acabar com essa corja de corruptos que vem tomando conta do Brasil. Calma! Não estou falando de nossa capacidade em produzir uma bomba atômica, apenas do poder que temos a partir da mobilização das bases populares.

A verdade já está saltando aos olhos de todos e só não ver quem não quer. Muitos estão aproveitando as recentes cachoeiras de escândalo para fazer politicagem e autopromoção. Mas isso é oportunismo e está regado com um rio  de cinismo do pior tipo possível.

As oposições e os da situação estão mergulhadas no mesmo mar de lama e nós precisamos tratar a todos com a mesma severidade de uma tsunami. Não precisa ser dito que mudanças de governo não vão mudar o atual quadro de corrupção crônica do Estado Brasileiro. Afinal, tantos e tantos brasileiros, já testemunharam tanta falcatrua de governo e seus auxiliares que parecem até estar anestesiados pra mais esse safadeza que explode Brasil afora.

É hora de mobilizar as bases sociais não a partir dos partidos mas de gente como você que está bem mais preocupada com as vítimas inocentes de tanta safadeza do que com os prejuízos que podem sobrar para uma elite de mafiosos que tantos estão dentro do governo, como das oposições e, principalmente, dos que dominam o poder econômico neste país.

CARLOS ALBERTO - LAMA

Paraíba: Terrorismo e Populismo, os dois lados da mesma moeda

A Paraíba vive um momento único de sua história! A ascensão de um socialista ao poder trouxe para toda população um fato novo e jamais visto em toda nossa história: a possibilidade de realização de um governo de viés socialista inspirado no mais genuíno desejo de igualdade e justiça social. Mas o fato é que acabamos por adotar um socialismo laranja de capitalismo que a todo custo, tenta perverter a lógica própria de sua ideologia.

O que vivemos é um governo que notadamente se esforça para ser populista e conquistar as massas com afagos e marketing de alto nível, transformando em algo fenomenal ações que deveriam ser curriqueiras para qualquer governo, a exemplo das obras e do zelo com a saúde e com a educação.

Pior é ver que o marketing governamental tem um "q" de maquiagem e não revela toda verdade dos fatos. Porém, o mais grave não são as mentiras oficiais, mas o tratamento duro e impiedoso que o gestor mor dar a todos aqueles que ousam tentar abalar as bases do seu grupo. Professores já sofreram, profissionais do fisco já sofreram, policiais civis e militares já sofreram...

Agora, se levar para o Estado o que fez em João Pessoa, os próximos a sofrer serão aqueles que, por conta das desigualdades sociais, são forçados a atuar de forma marginal no comércio, nos serviços temporários e em situações irregulares.

Também tem feito uso do seu poder para legislar unilateralmente para poder intimidar os demais representantes da vontade popular (nossos deputados) e, se for igual a João Pessoa, logo logo teremos passeatas de membros do Orçamento Democrático Estadual rumo a Assembléia Estadual para forçar a aprovação da vontade de uma minoria que, na verdade, nem sabe porque está naquela luta.

CUIDADO COM O TERRORISMO DE ESTADO MASCARADO DE GOVERNO POPULISTA

Cotas Raciais opinião de Rachel Sheherazade

Verdade seja dita! Ela tem toda razão nos seus argumentos. Apesar de haver a tentativa de pagar uma dívida histórica com negoros, pobres e misturados, o sistema de cotas criam algo muito incoerente para um país onde todos são iguais perante a Lei. Pior é saber o problema do brasileiro não tem haver com a cor, mas com a pobreza. Essa sim cria verdadeiros abismos entre os que podem e os que não podem entrar numa universidade pública. Rachel foi simples e direta. Ela tem razão.

Paraíba: Não reduz a violência e a insegurança continua

O lamentável episódio envolvendo o jornalista Vinicius Henrique mostra o quanto é perigosa essa imagem de paz social que alguns meios de comunicação e sobretudo os representantes do governo da Paraíba tentam apresentar para a sociedade.

O fato é que jamais tinha visto um governo comemorar números de dias que um bairro de João Pessoa vive sem homicídios! Qualquer pessoa pode perceber o quão macabra é esse tipo de comemoração que acaba imediatamente após a próxima vítima fatal da violência ser alcançada.

Talvez o jornalismo da Paraíba esteja pecando não apenas por ter excelentes profissionais em seus quadros, mas por estar sendo sufocada para transparecer a sociedade que tudo está as mil maravilhas. Esse atentado, talvez sirva para que a imprensa paraibana perceba que ela também é alvo da incompetência de seguidos governos, e do atual também, para tratar da segurança pública de forma efetiva.

A Paraíba não precisa de um crime organizado inteligente. Afinal qualquer um pode cometer crimes e sair ileso, podendo, inclusive, tomar um cafezinho no bar da esquina enquanto assiste as movimentações policiais para desvendar os casos.

Minha total solidariedade ao Jornalista Vinícius Henrique que corajosamente não se acovardou mas, mostrou a fragilidade de sua família e até mesmo de sua moradia. Que liguem os sinais de alerta os sistemas de comunicação que pagam mal e colocam seus jornalistas em confrontos diários com a bandidagem. Vocês também precisam proteger seus funcionários.


sexta-feira, 27 de abril de 2012

Não me Deixem só!

Quem não lembra desse clamor dito por Fernando Collor quando estava prestes a renunciar a Presidência do Brasil para evitar o Impeachment? O fato é que foi exatamente esse gripo que fez com que o povo fosse as ruas para garantir que ele seria despesado do Palácio do Planalto.

Vivíamos tempos muito diferentes desses de hoje, o Brasil vivia uma profunda crise econômica e tínhamos um povo que venceu uma longa e sofrida luta contra a ditadura. A juventude tinha um espírito guerreiro e disposto a ir as ruas e fazer todo confronto que fosse necessário para derrubar um canalha do poder.

Hoje, nossa juventude sofreu uma mudança radical, mas não evoluiu para um espírito mais crítico e propositivo. Pelo contrário, o brasileiro parece está encantado pelo crescimento econômico e pelo fato de os cofres da Nação, de cada Estado e de Cada Município estarem entupidos com tanta grana. Assim, os governantes conseguem colocar um docinho na boca das criancinhas e elas não percebem que é pura distração.

Se as tantas denúncias que testemunhamos hoje em todo Brasil e também aqui na Paraíba tivessem sido feitas num cenário pós-ditadura, certamente muitos dos que festejam suas vitórias na justiça hoje já teriam caído de forma irreversível.

Lamentavelmente, parece que vivemos um momento de algo pior do que uma Revolução Passiva, vivemos um tempo de omissão ativa por parte do estudante e do trabalhador brasileiro. Fato é que muitos de nós temos o tempo todo testemunhado a máfia dentro da gestão pública e na sua relação promíscua com a iniciativa privada e nada estamos fazendo.

Pior é que muitos estão tão somente aproveitando para tirar para si também uma laminha do nosso dinheiro que está sendo usado indevidamente.

Hoje os políticos não apenas estão mentindo descaradamente, mas estão conseguindo que as pessoas aceite isso como algo natural e que, por ser natural, devemos perdoá-los e deixá-los sugando nosso patrimônio que todos os dias é depositado nas contas dos governos.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Bilhões não vão salvar um governo que já caiu em desgraça

A quem acredite que os investimentos anunciados pelo governo da Paraíba seja capaz de resgatar o prestígio de um governo que caiu em desgraça. Mas vou dizer que tá mais difícil do que ele imagina. Basta você pensar que é lugar comum eles dizerem que se passaram apenas dezesseis meses de governo. Pra qualquer outra pessoa isso em si já é um atraso absurdo.

Mas esse não é o grande problema! Atrasar as coisas pode em algumas situações ser até uma vantagem. O fato é que o (des)governo do Reicardo caiu em desgraça e seu declínio é tão certo quanto dois e dois são quatro.

O Reinado do sol está em sua última jornada e não há luz celeste que reverta essa tendência de queda.

Por que? Porque não somos mais aquele povo bobinho que se encanta com milhões ou bilhões em investimentos, afinal, isso é bem mais lucrativo para os que detém o poder do que para o povo propriamente. 

Não está agradando também a forte marcha de privatização do Estado que acontece justamente num governo que tem como base o discurso socialista.

A voraz perseguição aos servidores públicos ao mesmo tempo que mantém a mesma política clientelista no Estado também não passa despercebida pelas mentes mais críticas.

A função do governo é dizer enfaticamente que tudo vai bem e que está fazendo a coisa certa. Mas não dá pra ser pessoa de bom senso e de capacidade crítica mínima sem reconhecer que se trata de um discurso vazio e fadado a ser desqualificado facilmente pela gente humilde que vez por outra senta na frente de casa e nas praças para conversar sobre os fervorosos embates políticos que testemunhamos hoje na Paraíba.

O coletivo está em estado terminal e não há quem possa reanimar esse pobre coitado.

Não conte os livros que leio, conte os blogs e sites

Fonte: Literatortura
Considero uma cruel injustiça a divulgação de estatísticas que dizem que o povo brasileiro não ler livros o suficiente. Pois bem, isso pode ser verdade mas de maneira alguma é uma evidência de que o povo brasileiro não gosta de ler. Nós lemos e lemos muito!

Particularmente, visito de cinco a dez sites ou blogs diferentes por dia somente para me manter informado e por dentro das bombas que explodem todos os dias nesse país de gente honesta e político de currículo ilibado. Não dispenso jamais dar uma olhada atenta nos tantos encartes e revistas que nos chegam para comprar aquelas coisas que a gente nem precisa tanto.

Livros? Na verdade até gostaria de lê-los, mas eles não tem sido muito atraentes para mim, depois que descobri a capacidade de interação disponível nos sites e comunidades virtuais. É bem verdades que encontramos muitas mentiras por aqui, mas também a encontramos em muitos dos livros disponíveis por aí.

Acho que em duas ou seis horas que passo visitando sites, blogs e comunidades leio e produzo mais conhecimento do que se estivesse me esforçando para ler um livro que tira minha motivação nas dez primeiras páginas. Porque não me saltas aos olhos a interação com o autor ou com outros leitores.

Mas não sou adverso a leitura de bons livros. Claro que é bom se debruçar sobre uma leitura que nos encanta e nos envolve.

Enfim, sugiro que nas estatísticas de leitura do povo brasileiro incluam-se também as centenas de artigos, crônicas e dissertações que todos os dias lemos por meio das páginas virtuais da internet.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Brazil is the best or the worst in corruption


I wonder what the world thinks about the corruption scandals that every time popcorn in Brazil but causing no little or no reaction of great impact in society?

I think we should be thinking that we are a banana republic! But not in the sense that so many racist fear but in the sense that we arebeing soft and yellowing at the power of the corrupt and corrupting.

Thank you google +

kkkkkk

A APARÊNCIA DO MAL - CUIDADO COM O CAPÊTA!

A gente já está acostumado a ver em filmes, em livros e até mesmo nas histórias contadas pelos mais velhos que o mal sempre se apresenta numa forma terrível e assustadora. Bom, é verdade que o mal é assustador mas, acreditar que sua aparência é terrível pode fazer-nos cair em verdadeiras arapucas.

O mal tem um discurso firme e envolvente, ele faz o bem aqueles que mais precisam e que tem como característica não ter outra opção na vida a não ser entregar suas almas a quem pagar mais. 

O mal jamais deixa claro a prática das suas maldades. Pra falar a verdade, muitas pessoas se sentem felizes em ver que o mal anda solto e, aparentemente, está fazendo o bem.

Não se pode ser ingênuo e acreditar que quem nasceu mal fará o bem. Ele não fará.

Pelo contrário, fará a captura das almas mais inocentes para vê-las queimar vivas no inferno mais quente que possa existir e vai ser bem aqui neste mundo de meu Deus. 

Agora, se você for sabido vai tratar logo de fazer um exorcismo e tirar esses diabinhos que andam por aí com conversinha bonita, bem trajados e distribuindo docinhos pra todos os lados. Esses mesmos que dizem aos quatro cantos que são pacificadores, mas que no meio de suas palavras sempre soltam o veneno mortal.

Crise no Jardim dos Girassóis ou Marketing Político?

Nesses dias pode ser que os adversários políticos do Reicardo Coutinho estejam rejubilantes com a crise instalada no jardim dos girassóis mas, se houver alguma alma crítica o suficiente para perceber as sutilezas do contexto, pode haver algo de rentável para o Rei nesse embróglio que toma o falecido coletivo.

Há os que dizem que a crise é real e compromete em muito a já frágil opção do partido pela Candidatura de Estelizabel em João Pessoa. Por outro lado, alguns estão afirmando categoricamente que se trata de um teatro a fim de trazer algum lucro político para o partido socialista.

Independente de que esteja certo ou errado, o fato é que nos últimos dias quem se de dedica ao jornalismo político não fala em outra coisa se não nessa briga interna dentro do PSB. Ora, isso é uma peça clássica! "Falem Bem ou Falem Mal, mas falem de mim". Esse conflito estar dando visibilidade a uma pessoa que até pouco tempo, vivia apenas nos bastidores do partido. Exato! Estelizabel, mesmo sendo pivô desse festa, sai no lucro independente da verdade ou da mentira nessa briga de comadres.

Vejam que nenhum dos lados até o momento jogou pedras na Costela, ela está ganhando os afagos dos que brigam, sejam os que dizem "É com Ela que Eu Vou" ou dos Que clamam "Volta AGra". Agra está sendo uma espécie de Kamikaze e será o único a sofrer o desgaste desse embate. 

Se duvida, espere e verá.

terça-feira, 24 de abril de 2012

PMDB e a Maldição dos Girassóis: Agora é a Vez do PT!

Não é mais novidade que o PMDB está sofrendo bastante por ter confiado cegamente numa aliança tão firme e duradoura como era aquela que fez o PSB se manter na Prefeitura de João Pessoa por dois Mandatos seguidos. Ninguém tenha dúvida que talvez ainda constrange o reconhecimento de tão sacana traição promovida pelo líder supremo do Partido Socialsita o Mago Reicardo Coutinho.

Acontece, que em política, confiar é uma opção não deve caber a nenhum líder político. Dar crédito a quem tem como ambição a tomada do poder é simplesmente alimentar cobra pra depois ser picado por ela.

Assim, o que vemos acontecer em Campina Grande com o "Pobre Coitado" do Veneziano é um resquício dessa maldição dos girassóis. O PT é um Partido que tem a intenção de chegar ao poder na Paraíba, porém, sem uma liderança capaz de cumprir essa missão, tem se conformado em andar na sombra de outros partidos da Base de Alianças do PT Nacional. 

Mas o grande problema não é esse! O Problema é que o PT de Campina Grande, até um dia antes era religiosamente um partido aliado do PMDB e enfaticamente comprometido com o já sem sentido #agoraÉaVezDoPT. Na realidade tal qual o jogo sujo que uniu o PSB ao PSDB nas eleições de 2010, também sujo foi o jogo do PT com o PMDB em Campina Grande.

O que fica comprovado de tudo isso é que nenhum partido político pode confiar na política de alianças sem deixar de reserva um plano "B" que consiga dar conta de uma eventual traição. Além disso, fica explícito uma tendência de derrota do PMDB em Campina Grande que, caso se confirme, é esperado de braços abertos para apoiar a candidata quase prefeita, Daniella Ribeiro. Mas, por baixo dessa ponte muita lama ainda vai correr.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

O Carma de Um Ricardo Enquadrado pelo Cassismo

Não acredito em histórias de campanha na qual se sugeriu a realização de alianças fora do normal, mas a bem da verdade, a aliança entre Cássio e Ricardo já seria em si algo sobrenatural. Com um currículo cravado por traições ao PT e ao PMDB, Ricardo Coutinho surpreendeu ao se alinhar com Cássio e certamente ter que manter o punhal na mão direita sabendo que seu novo aliado também o tinha era algo muito desconfortável.

Agora, depois de ter lido uma análise política de alto nível assinada por Flávio Viera: "Cassismo Revigorado: RC e Cássio chegaram num Acordo?" Não resta dúvida de que o punhal dos Cunhas Lima está mais afiado e mais eficiente do que nunca! Afinal, do que seria RC se não fossem os pouco mais de um milhão de votos contabilizados nas urnas do mais ilustre ficha suja da Paraíba?

Ricardo Coutinho além de está enquadrado ao projeto político do próprio Cássio Cunha Lima, também está encurralado por uma oposição que não perdoou a traição de quem mereceu toda sua confiança e também investimentos políticos. Basta imaginar que o PMDB abril mão de fazer um prefeito em João Pessoa por nada menos que oito anos e agora, amarga dolorosos 12 anos sem comandar a prefeitura de principal cidade da Paraíba.

Ricardo Coutinho está enquadrado ao Cassismo e promete um futuro no qual o modelo de governo será ao  estilo do Campinense ilustre e não do modo tão sonhado pelo Ricardismo Ditatorial. Se o Governo de Cássio foi apático e sem grandes realizações, o governo do Mago será um pouco diferente, afinal, mesmo sem fazer algo que realmente impacte na vida da população, o socialista sabem muito bem como chamar atenção para pequenas realizações e fazer que pareçam grandes obras o levantamento de uma parede num hospital ou numa escola.

Uma alegria para o povo e para os oposicionistas é ver que o Mago está vivendo o preço de seus pactos políticos e quem faz aliança com o mal encarnado na ficha suja não pode realmente ficar livre, leve e solto como imaginava, mas está tão fixado aos seus contratos pré-eleitorais quanto os esculturais monumentos que embelezam a cidade de João Pessoa ao mesmo tempo que assusta a tantos outros.

Mas o melhor de tudo isso é poder ouvir Cássio dizendo aos quatro cantos que quem manda e decide é o governador. Claro! Ele vai lá dizer que está com a faca e o queijo na mão? hahahahahaha

Veja algumas das pérolas que rolaram na NET durante o período eleitoral 2010:


domingo, 22 de abril de 2012

Partido Nanico são aqueles que não concorrem na Majoritária

É isso mesmo! 


Os Partidos Políticos precisam de se comportar como legendas de aluguel e começar a assumir vida própria! Do que adianta termos uma centena de partidos políticos se a maioria vive a reboque de outras legendas, emprestando-lhes seus votos em troca de carícias financeiras e de vagas no poder.

Não desprezo os partidos como PSTU ou PCO que ainda não tem qualquer representação no legislativo, mas sim esses partidos covardes que pra não perder os peitinhos da porca preferem calar e viver a sombra dos partidos que tem maior chances de vitória numa eleição.

Esse ano seja radical e crítico em relação a essas legendas que, ainda que grandes, servem como partidos de aluguel e não tem identidade própria.

Protestos: contra a corrupção eu quero Tchu!

Não me surpreendeu a baixa participação da população na Marcha Contra a Corrupção que aconteceu neste sábado na Orla de João Pessoa. Infelizmente o Brasileiro que, durante a ditadura, foi também um tanto apático e deixou que a resistência fosse feita por poucos, aprendeu que é melhor cuidar da própria vida que defender os interesses da sociedade.

O fato é que o cidadão médio está indiferente para o sofrimento causado pela cultura de corrupção existente no Brasil. Preferiram muitos ir a Pernambuco assistir ao Show do Ex Beatles.

Mas, no lugar de reclamar da não participação das pessoas nos eventos de protesto, recomendo uma mudança de estratégia: Assim como os governantes estão pagando músicos para fazer shows e atrair para si a atenção do povo, os movimentos de luta da sociedade precisam descobrir uma forma de envolver grandes artistas nesse processo de denuncia dos descarados corruptos que tomam conta de cada município brasileiro, de cada Estado e de toda essa Nação.

sábado, 21 de abril de 2012

Mangabeira: É Asfalto ou Maquiagem?

Foto: Vinícios Andrade
RECEBI A INFORMAÇÃO DE QUE A CAMADA DE ASFALTO COLOCADA NAS PRINCIPAIS RUAS DE MANGABEIRA PARECE TER MENOS DE DOIS CENTÍMETROS!

Perguntar não ofende. Sei que todo cidadão fica feliz quando ver sua cidade com uma cara bonita e uma aparência de organização e de trabalho o tempo todo. Mas, não é de hoje que todo mundo fala que vivemos num governo que gosta demais de uma política do "Pão e do Circo". Agora, algo que muitos já devem ter percebido é que também vive o atual governo da política das aparências.

O Bairro de Mangabeira em seu aniversário não está recebendo uma segunda camada de asfalto mas, ao que parece, uma bela película pra dar uma cor no velho asfalto cinzento. Não sei quais as razões que levaram o poder público a colocar pouco menos que  dois centímetro de asfalto na via principal de Mangabeira, mas devemos ficar preocupado se aquilo tiver sido orçado como segunda camada de asfalto, afinal, pintar o chão não custa o mesmo que colocar dez centímetro de material asfáltico.

Mas não sejamos injustos e não julguemos por antecipação. Resta saber se o contrato de serviço para novo revestimento asfáltico de Mangabeira prevê uma micro camada asfáltica no lugar de um verdadeiro revestimento asfáltico. 

Não fique na dúvida! Visite o Bairro de Mangabeira para parabenizar os moradores pelo aniversário e aproveite para ver a micro camada de asfalto que está sendo posta nas vias: Rua Francisco Porfirio Ribeiro, Rua Cel Benvenuto Gonçalves da Costa e Rua Rita Xavier Oliveira. Prometo tirar fotos na minha visita.

Parceria Anonymous BR e Dia do Basta


sexta-feira, 20 de abril de 2012

DIA DO BASTA - 21 de abril

Você Vai pra dizer que não aceita mais que o Brasil seja Saqueado
Que não aceita mais que milhões de pessoas vivam na miséria enquanto uma elite rouba nossas riquezas

Você vai porque o tempo de lutar já passou da hora de ter chegado

Dia 21 de abril

LOCAL: Busto de Tamandaré > Divisa da Praia do Cabo Branco com Tambaú.

HORA: A Partir das 16 horas

Em protesto ao artigo: "A Democracia não Merece Isso"

Artigo interessante o que foi publicado ontem(19/04/2012) pelo jornalista Geolvado Carvalho intitulado "A democracia não merece isso" que, além de nomear o eleitor brasileiro de desqualificado e reprovar que analfabetos votem, ainda sugere uma democracia restrita onde somente as mentes mais esclarecidas da sociedade poderiam manifestar suas opniões políticas atravez do voto. O ilustre jornalista, ainda acredita que quem vende o voto são os pobres. Talvez ele ainda não tenha vivido suficiente para saber que o voto vendido mais poderoso é o dos grandes intelectuais, dos empresários, empreiteiros e partidos políticos, além de grandes lideranças que em nada se enquadram na qualificação social que denominamos de pobres.
 
Votos vendidos por dois reais não costumam mudar resultados de eleições. Mas, votos trocados por contratos milionarios com o serviço público, doações de campanha e isenção fiscal são simplesmente eficientes para converter qualquer fracassado num campeão de votos. Nesses termos, vivemos um tempo em que a venda de votos e de apoio já começou e o Estado está pagando caro a partir das terceirizações, privatizações das políticas públicas, das locações de veículos e outros bens para receber como recompensa doações explícitas ou fragmentadas em centenas de CPFs de pessoas que carinhosamente e voluntariamente tiram de seus surrados salários contribuições para eleger candidatos e partidos que tem como atribuição transformar o Estado num domínio das elites e dos corruptos de plantão.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Cuidado com a Rasteira do Rei

Temos visto a OposiçãoPB muito alegre com os últimos resultados, sobretudo na Assembléia Legislativa. E é possível que se tenha mesmo o que comemorar, afinal a simples constatação de que o governo Reicardo Coutinho não tem maioria absoluta na casa legislativa já é um motivo bom para fazer festa, afinal, democratiza o debate. Mas, cuidado pois tudo pode virar uma bela rasteira.

O Mago é um estrategista e, antes mesmo da oposição pensar, ele já fez a previsão de todas as variáveis. Na realidade, o recuo da UEPB e a aprovação das medidas provisórias 184 e 185 são a prova cabal que o Rei ainda não perdeu o jogo. E qualquer mente mais astuta vai entender o que estou dizendo.

Não vou especular nada mas, pensem comigo:
  • No Caso da UEPB, Marlene recuou e aceitou a mudança da lei, desde que seja devolvido os milhões que foram surrupiados da instituição neste ano: ela abriu a guarda;
  • No caso da MP 184, o governo já avisou que vai devolver a Medida na forma de Projeto de Lei e, com isso, ganha mais tempo para barganhar com deputados da sua base e também alguns que ficam em cima do muro afim de ganhar uma graminha pra seus jardins eleitorais;
  • e, no caso da MP 185, aí é que a coisa é tranquila mesmo: Basta vetar a mudança feita e tá tudo do jeitinho que o Rei gosta. Seu esforço será apenas, conven$er alguns deputados a não derrubar seu veto.
Mas, talvez você não esteja convencido do que falo. Quem já acompanhou de perto esse governo sabe bem que ele sempre está anos luz a frente de seus adversários e que tem na manga uma cartinha bunitinha pra mostrar.

Senhores oposicionistas, não durmam! Não pisquem os olhos e não soltem fogos antes que consigam definitivamente domar essa fera. Do contrário, vocês serão comidos vivos tal qual foi comido o Ex-governador Maranhão; e Cássio que hoje está sofrendo o pão que o diabo amassou por depender da vontade do seu Rei.

Senhores governistas! Seu chefe supremo é tão confiável quanto uma granada sem o pino. Deixem ele pensar que vocês não estão com ele e sofram com a realização de seus piores pesadelos. Vejam como estão sofrendo hoje figuras como Bira e Dunga Junior que tiveram seus indicados demitidos do governo e que são obrigados a ficar calados para não sofrer ainda mais. E tem ainda mais, afinal, o que dizer de Luciano Agra e os defensores do #voltaAgra. 

A OPOSIÇÃO PRECISA ANDAR COM UM OLHO NO GATO E OUTRO NO PEIXE pra não cair no teatro que pode está sendo montado pra dar-lhes uma rasteira.

O Mago não gosta de Democracia

Ao tomar conhecimento das reações de Ricardo Coutinho quando soube da derrota sofrida na Assembléia Legislativa da Paraíba, a única conclusão a que cheguei foi de que o Mago não gosta de democracia.

Vocês já perceberam que ele não respeita a voz das maiorias? Ele vocifera todas as vezes que sofre uma derrota e além disso, ainda garante que arranjará um jeitinho "legal" para derrubar a decisão da maioria dos parlamentares.

Ricardo Coutinho, não respeita as maiorias. Nem da oposição e nem de sua base. Ele tem sua própria vontade como projeto político e está disposto a fazer como Hitler - e outros ditadores - e vencer na marra todos aqueles que forem contra a sua vontade.

Enfim, existe um tipo de democracia que o Mago respeita: Aquela onde ele consegue manipular as vontades e fazer com que todos pensem que estão tomando uma decisão autônoma quando, na verdade se trata apenas de um jogo de cartas marcadas e um teatro onde o fantoche é o povo. Ou seja, nas audiências públicas do orçamento democrático.

A maior prova de que não existe democracia no governo do Sol é ele contestar a decisão da Assembléia Legislativa que também representa a vontade de todos os paraibanos e, se ele não respeita os deputados eleitos pelo voto popular como ele, como respeitará a vontade de nós humildes cidadãos?


o Bicho Vai Pegar!!!! Não leia, se for hipócrita.

Vamos falar sério! O Crime organizado por Cachoeira poderia não existir caso a nossas leis fossem um pouco mais inteligentes e deixassem de querer determinar certos desejos que as pessoas tem.

"Qual foi o bicho de hoje?" Quem é que nessa vida não fez ou já viu alguém fazer essa pergunta? Tenho que concordar com a fala da oposição ao governo Dilma e repetir que o combate ao jogo do bicho no Brasil é uma grande hipocrisia.

Porém a hipocrisia não é porque o governo é complacente, mas sim, porque não faz o menor sentido essa guerra absurda contra esse tipo de jogo. No país da jogatina, onde o governo federal administra uma infinidade de jogos de azar e os Estados também, não cabe essa conversinha de que o Jogo do Bicho e os cassinos devem ser criminalizados.

Mais absurdo ainda é querer combater essas atividades alegando que elas servem para fazer a lavagem de dinheiro do mundo das drogas. Ora! o dinheiro das drogas pode ser lavado no futebol, nos combustíveis, no mercado imobiliário e em qualquer outra atividade onde exista algum tipo de mercadoria sendo comercializada.

Então, se esse bando de hipócritas - que adoram lutar contra uma cultura que está consolidada no Brasil que é o jogo do bicho - querem realmente fazer algo para o bem da sociedade, eles deveriam lutar para regulamentar essas atividades, garantir mecanismos de fiscalização e controle e passar a combater o que realmente faz mal ao Brasil e aos Brasileiros que é a corrupção deslavada atrelada ao desvio de recursos públicos.

Se o jogo do bicho não fosse crime, Carlinhos Cachoeira seria apenas mais um na multidão dos empresários brasileiros e estrangeiros que acariciam nossos parlamentares com doações de campanha, presentinhos especiais e contribuições aos seus familiares para sustentar as "atividades políticas" sem levantar suspeitas pra ninguém.


segunda-feira, 16 de abril de 2012

URGENTE: Risco de Surto de Dengue em João Pessoa

João Pessoa comemora a drástica redução dos números de casos de dengue em relação a 2011. Devemos ter motivos de sobra para comemorar, porém, recomendo que sejam acesas as luzes de alerta! Afinal a subnotificação e casos que não são devidamente investigados e que são tratados com dipirona ou paracetamol a partir de indicações domésticas, podem esconder um real quadro de surto de dengue neste momento.

O fato é que os números publicados pela PMJP podem está superestimados quando revelam uma redução drástica do número de casos de dengue na cidade de João Pessoa. Porém, ainda que eles estejam certos, cabe destaque para tendência de crescimento no número de casos notificados este ano. 

Lamentável que a metodologia de publicação dos três boletins epidemiológicos deste ano sigam formatos diferentes, pois isso prejudica uma análise rápida da real situação. Veja qual a situação real apontada pela sequência dos boletins epidemiolçógicos 1, 2 e 3:

TENDÊNCIA DE CRESCIMENTO DOS CASOS DE DENGUE NOS PRIMEIROS MESES DE 2012:
EM JANEIRO:         31 CASOS notificados
EM FEVEREIRO:   86 CASOS notificados
EM MARÇO:         119 CASOS notificados

Não sou cientista, nem tão pouco especialista em estatística, porém, parece evidente a tendência de crescimento dos casos de dengue de janeiro até agora. Além disso, também foram registrados dois casos de dengue homorrágica que, face a metodologia de edição do boletim, não fica claro se foi durante os três primeiros meses de 2012 ou se apenas referente ao mês de março.

A conclusão a que chegamos é que não dá pra relaxar diante da ameaça de um grande surto de dengue durante os próximos meses e que também a PMJP precisa definir um padrão específico para seus boletins epidemiológicos facilitando o entendimento dos números publicados e sobretudo, uma melhor clareza dos números.

Também já ouvi de alguns profissionais que pode estar havendo manipulação dos dados para manter  João Pessoa "boa na fita", mas confesso que não acredito nisso, afinal, seria muita perversidade.

domingo, 15 de abril de 2012

Dicas para os candidatos a corruptos

O que será apresentado não tem qualquer relação com a realidade. Mas, se você encontrar alguma semelhança é porque é mais comum do que você imagina.

1) Diga aos quatro cantos que você e seu partido são éticos, morais e legais;

2) Se alguém duvidar da dica primeira, processe;

3) Faça aliança com pessoas com capital suficiente pra bancar sua campanha ou com carisma maior que o seu e depois de um pé na bunda deles pra que você possa roubar sozinho;

4) Caso ainda depende de algum aliado, deixou em posições secundárias e sem poder real. Enquanto eles poderem mamar um pouquinho, não vão querer prejudicar seu reinado;

5) Não deixe que ninguém além de você brilhe e receba os méritos das realizações de governo e aproveite pra se apropriar do mérito de outras pessoas sem dó nem piedade;

5) Gaste muito dinheiro com obras faraônicas e que sejam difíceis de terminar num curto espaço de tempo. Assim você poderá roubar sem ter que prestar contas das realizações em pouco tempo e também deixará as empreiteiras muito felizes e dispostas a fazer doações milionárias;

6) Não tenha vergonha de garantir que empresas boas pagadoras de propina ganhem suas licitações e entregue umas migalhas das licitações para as empresas que são honestas e idôneas;

7) Não permita que o pagamento de propina se dê em qualquer tipo de operação bancária. O pagamento deve ser em dinheiro vivo e pode ocorrer em bares, ruas, becos e nunca em lugares fáceis de ser filmado ou gravado;

8) A privatização das funções de Estado facilita em muito o desvio das verbas públicas pois a propina é tirada do lucro de empresas privadas e não somente dos superfaturamentos;

9) Sempre publique o extrato das operações e não o seu detalhamento;

10) Nos Cargos de confiança coloque seus melhores cabos eleitorais mas jamais delibere diretamente com eles;

11) Delegue aos secretários de primeiro escalão o papel de fazer a parte pobre do Serviço de cooptar e obrigar subordinados a trabalharem em sua campanha;

12) Prestadores de serviço devem ser indicados de cabos eleitorais e também devem ser constrangidos a fazer campanha nas ruas fora do expediente, sobre pena de serem esquecidos no próximo mandato;

13) Faça doações do patrimônio público para os milionários locais. Eles não terão nenhuma reserva quando forem fazer doações generosas para a sua campanha;

14) Garanta que indicados políticos farão parte da equipe de funcionários das empresas terceirizadas e converse com seus donos para obrigá-los a também fazerem campanha para o gestor de plantão;

15) Não espere para cooptar prestadores de serviço e terceirizados somente no ano da eleição, faça isso o tempo todo em reuniões de trabalho e de planejamento _ Mas seja sutil;

16) Com sutileza, coloque as cores partidárias e suas bandeiras na propaganda institucional e, peça para empresas que prestam serviço ou não deem uma forcinha incluindo mensagens subliminares em seus comerciais também;

17) Hoje a locação de veículos garante um lucro de mais de 300% do valor do veículo em quatro anos, por isso, valorize essa forma inteligente de desvio de recursos públicos;

18) Os investimentos em Saúde e Educação são sempre os mais caros depois da segurança pública. Se você garantir a terceirização desses serviços pode ter certeza que sua aposentadoria e de muitos apadrinhados está garantida, mesmo que você seja pego com a boca na butija.

Muitas outras dicas podem ser dadas, mas, o melhor de tudo isso é ter a certeza de que poucos dos que forem pegos na prática de atos ilegais dentro do Estado sofrerão algum tipo de consequência que seja realmente a merecida, por isso, a prática da corrupção e da improbidade administrativa podem ser praticadas tranquilamente e basta ser mentiroso até o fim e mesmo que seja condenado, sempre será uma pessoa boa para alguns eleitores que usam o intestino para pensar e não suas mentes.

Enfim, uma forma inteligente de roubar o dinheiro público é por meio da compra de materiais de consumo e de manutenção contínuas. Só para você ter ideia, imagine quanto pode ser desviado de uma empresa somente com serviços de manutenção hidráulica ou elétrica ou com lápis, corretivos e material de impressão. E, se esse serviços forem terceirizados, aí que a festa é boa mesmo.

sábado, 14 de abril de 2012

Zé Maranhão, Cicero Lucena, Luciano Cartaxo, Estela e vício no Mais do Mesmo

Não podemos negar que o povo pessoense já mostra que está cansado do modelo de gestão maliciosa implantado pelo Reinado do Sol e seus girassóis anencefalos. Mas também é incontestável que o cidadão pessoense gosta mesmo é do mais do mesmo. Podemos dizer que, a exceção de Luciano Cartaxo, o que vemos na pesquisa divulgada pelo Sistema Correio de Comunicação é uma lógica de repetição de um modelo de gestão que comprovadamente é um Mais do Mesmo.

Devemos entender e respeitar a vontade popular mas, também é notório que as pesquisas apontam - nada mais nada menos que - o poder econômico e político que os grupos que despontam nas pesquisas detêm. Se for feito o devido esforço de analisar criticamente o conteúdo do discurso dos postulantes em destaque, veremos que pode haver bem mais uma diferença de execução e não de idéias.

O novo não está nos partidos tradicionais que apresentam-se ao público como os salvadores de uma situação decadente e vergonhosa alameada por um mar de denúncias, corrupção e insensibilidade com o povo e os servidores públicos.

Recomendo que as mentes críticas olhem um pouco mais para partidos como o PSTU, PCO e PSOL que, mesmo que alguns não acreditem que estejam preparados para assumir um governo que seja, realmente trazem um olhar crítico diferenciado para analisarmos a conjuntura política atual.


sexta-feira, 13 de abril de 2012

Waldson, cargos de confiança e a natureza do serviço público

Não fosse a tão falada decadência moral de nossa classe política e de tantos cidadãos que acreditam ser pessoas de bem, o episódio envolvendo os servidores do primeiro escalão do Governo Ricardo Coutinho levaria a um levante de protestos e mobilizações que resultariam num desgaste tal ao atual governador que, ou ele renunciaria ao cargo, ou sofreria uma rápido processo de   Impeachment. 

O Secretário Waldson e sua equipe junto com representantes partidários do PSB simplesmente provaram para toda população paraibana para que serve os ditos comissionados, serviços terceirizados e a tão forte resistência para que se realizem concursos públicos: para que a natureza do que é publico seja privatizada e partidarizada em nome dos gestores de plantão.

Alguém precisa cobrar que se pratique efetivamente o que é da natureza do serviço público. Esse não pode estar vinculado e dependente de interesses particulares ou de grupos específicos. O Servidor Publico, seja estatutário, prestador de serviço ou em cargo de confiança não são (ou pelo menos não deveriam ser) cabos eleitorais daqueles que os colocaram num emprego.

Ao assumir uma função pública, todo e qualquer cidadão deve manter como premissa da sua função a defesa dos interesses da população que é quem verdadeiramente o contratou. Exigir que pessoas em cargo de confiança ou em prestação de serviço sejam cabos eleitorais, panfletistas ou que fiquem nas ruas dando bandeiradas é um atentado a natureza do que deve ser o Serviço Publico em todos os seus aspectos.

Não é fácil livrar o servidor público desse assédio moral, que, com muita sutileza, acontece até mesmo com os que são chamados de efetivos. As perseguições, a colocação de barreiras e os impedimentos para o crescimento profissional são algumas das ferramentas usadas para punir o servidor que se colocar em rota de colisão com os desejos partidários do Gestor de Plantão.

Com a realização de concursos públicos, redução de cargos de confiança e gradativa substituição de serviços terceirizados e dos prestadores de serviço por profissionais estatutários e com estabilidade garantida teremos sim condições de não passar pelo constrangimento de assistir cenas como as que envergonham e lameiam ainda mais o histórico político do PSB da Paraíba e também do seu representante maior o Governador Ricardo Coutinho.


quinta-feira, 12 de abril de 2012

UMA CACHOEIRA DE CORRUPÇÃO.COM.BR

Você já deve ter parado e ficado chocado com alguns dos tantos escândalos que envolvem a administração pública brasileira em todas as suas esferas. Na verdade estamos vivendo uma cachoeira de corrupção que nem de longe presenta a realidade dos fatos. Representa sim a ponta de um iceberg (uma ponta bem pequenininha). Dessa corrupção nós vemos apenas alguns grãos de areia numa praia sem fim.

A máxima atribuída a Platão é tão verdadeira que deveria ela, somente, ser responsável para que ascendêssemos nossas lanternas para tomar uma decisão radical no sentido de dar um basta a tanta safadeza praticada com um dinheiro que é saqueado do seu bolso todos os dias em forma de tributos: impostos, taxas e contribuições; além tarifas das mais diversas.

Então, se você pensa estar diante de uma cachoeira, fique sabendo que se trata apenas de um desses rios efêmeros e que já já serão esquecidos e somente relembrados quando novos temporais aparecerem. Mas nós podemos fazer algo diferente.

Lamentavelmente temos uma nova categoria de cidadãos que, em nome da liberdade e da moralidade pessoal, resolveu deixar que a política fosse tratada por esses que dela gostam. O fim dessa atitude é fatal!!! Somos condenados a ser governados não por pessoas que gostam de política, mas por um bando de ladrões que gostam sim da cachoeira de dinheiro que o poder proporciona e que no exercício de um cargo público é bem mais fácil e doce.

Não é a toa o esforço de tantos governantes para que os serviços públicos sejam administrados ou feitos por empresas privadas, como bem destacou um vereador pessoense: as privatizações e terceirizações são uma porta aberta para a corrupção.
Enfim, precisamos tomar a atitude de nos apropriarmos efetivamente do poder que temos delegado a uma quadrilha muito bem organizada e extremamente corporativista que aceita o revesamento no poder, desde que não sejam abertas todas as comportas dessa cachoeira cheia de lama da administração pública brasileira; seja em nível federal, estadual ou municipal.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Tome uma Decisão RADICAL


O futuro político não nos reservam grandes surpresas caso o atual cenário das eleições municipais não sofra um revez Radical. Uma análise fria da realidade nos faz perceber que é coerente a tese levantada pelo PSTU afirmando que a maioria dos candidatos que atualmente postulam ao cargo de prefeito municipal de João Pessoa já passaram por cargos públicos e que tem compromisso com a modelo de gestão "socialista" que a oito anos administra a cidade.

A realidade dos fatos é essa. Não podemos nos deixar levar pela psicologia do marketing e votar cegamente na maioria dos postulantes com capacidade financeira para encantar nossos olhos com propaganda qualificada e de colocação irresistível para nossas mentes. É preciso imprimir um conteúdo crítico e uma postura mais contestadora, afinal, nos últimos vinte anos temos visto na gestão municipal de João Pessoa um modelo de governança que tem a mesma matriz fundamental apoiada primordialmente pelo PMDB e PSDB.
Por sua vez, a novidade impressa na bandeira socialista sugerida pelo PSB se mostrou uma figura surrealista que, na prática, reproduz concretamente o modelo de reforma do Estado proposto nos idos da década de 1980 no qual a natural tendencia é um Estado cada vez menor e, desse menor, uma maior fatia a serviço dos interesses privados de um grupo econômico e político restrito.

As perseguições, o clientelismo político e as notórias estratégias de manipulação e sedução das massas são a prova cabal de que é preciso tomar uma decisão RADICAL. Não dá pra afirmar que uma candidatura sem recursos, desligada dos interesses do grande capital e de grupos políticos hegemônicos, vá ter vitória certa; mas, é certo que precisamos fazer algo diferente e colocarmos um contraponto verdadeiramente oposicionista e de defesa dos interesses das pessoas que jamais tiveram uma renda superior quatro salários mínimos ou que mesmo, nunca sonharam com qualquer tipo de renda.

É chegada a hora de segurarmos a bandeira de quem verdadeiramente faz um contraponto ao modelo de administração pública de viés privatista e de redução do Estado. Não há qualquer sombra de dúvidas de que o PSTU e alguns poucos partidos conhecidos como de extrema esquerda são a voz que clama no deserto em nome dos que mais sofrem e dos que são reféns de um modelo de Estado oligárquico e, nos termos do socialismo marxista, um Estado burguês.

Por isso, EU APOIO uma decisão RADICAL

domingo, 8 de abril de 2012

ESTADO DE INSEGURANÇA


Neste domingo resolvi passar um pouco do tempo em frente a Televisão e degustar um pouco dos ovinhos da Páscoa apresentados no “Fantástico” e no “Domingo Espetacular”. Simplesmente não tantos motivos para estarmos felizes e distribuindo ovos de chocolate por aí. Estamos vivendo num Estado de violência onde a apatia dos governantes e de uma elite econômica financeira simplesmente acreditam que acabar com isso depende de atitudes do cidadão e não do Estado que detém a força como atribuição exclusiva e socialmente legítima.

Poderíamos até nos alongar num debate sobre as causas da violência, sua relação com as drogas, prostituição e o crime organizado; mas acho que seria apenas estratégicas procrastinatórias para não ir direto ao ponto.

O Estado de insegurança é causa e efeito de um Estado que tem se negado a assumir todas as suas atribuições, seja num estado liberal, estado socialista ou mesmo numa ditadura. Nosso estado Socialdemocrata, revestido de um neoliberalismo em processo super avançado de implementação, se torna a cada dia mais mínimo para os cidadãos e máximo para os detentores de riqueza e poder.

Esse Estado decadente no qual estamos vivendo se recusa a pagar bem policiais que tem como função central arriscar suas vidas e até perdê-las no exercício do trabalho cotidiano e também fora dele. Afinal, policiais continuam sendo policiais nos dias de folga.

Não apenas nosso Estado de Insegurança paga mal a suas forças de segurança, como também a torna cada vez menor ao longo do tempo. Não tenho tempo nem interesse em fazer pesquisa aprofundada, mas duvido que nos últimos vinte anos a proporção dos que entraram na carreira militar seja ao menos igual ao número dos que saíram de combate por motivo de aposentadoria ou morte em serviço.

No Estado de insegurança no qual estamos vivendo, o aumento da violência e os assustadores números de assassinatos parecem tem uma função que, na geografia, pode ser chamada de controle populacional e, pra quem se importa com a humanidade, chama de genocídio. De qualquer forma, são milhares de mortes que acontecem por conta da omissão e, até certo ponto, com a autorização do Estado que se diz democrático.

Policiais são proibidos de fazer greve e temos como consequência uma greve branca que é bem pior do que saber que estamos sem policiais nas ruas. Parece um teatro macabro onde os que são vítimas são exatamente aqueles que não tem qualquer alternativa para promover sua defesa. Além disso, já temos por todos os cantos pequenos grupos de mercenários e pelotões sem fardas que resolveram assumir o poder de Estado em relação a violência e, sem regras e sem ética, andam por aí fazendo justiça com as próprias mãos.

Não vai demorar para termos um exército paralelo formado. Na realidade, milhares de pessoas já estão formadas para compor uma força paralela ao poder de Estado e, sem educação de qualidade, sem saúde digna e uma assistência social clientelista e eleitoreira, não tarda para que seja mais seguro estar sobre a proteção de forças paralelas no lugar da proteção do Estado.